Oeste é uma referência direta ao Ocidente. No Ocidente, ritos aristocráticos ruíram. Hierarquias preestabelecidas e castas estáticas deram lugar ao empreendedorismo, à possibilidade de que o indivíduo tenha liberdade para construir sua própria trajetória com inventividade. Enquanto o leste representa sociedades “prontas” nas quais o cidadão — quase um súdito — é obrigado a se encaixar, o oeste é o território da descoberta, da independência individual, do liberalismo econômico.

O projeto chegou com a estratégia pronta por ser uma iniciativa de jornalistas, ex-editores e executivos experientes do Grupo Abril, a ideia era ser a primeira publicação brasileira em defesa do Liberalismo Econômico, do Conservadorismo Político, dos valores do ocidente e das sociedades Judaico Cristãs.

O ocidente é também o Oeste, onde o sol se põe, por isso a marca é cortada por um horizonte que a divide em partes de duas cores, o dourado que alude à prosperidade no Liberalismo Econômico e o grafite que faz referência à solidez do Conservadorismo Político. Foi desenvolvida uma identidade visual com desdobramentos para o projeto gráfico da revista, interface para o site de notícias, direção de arte para as redes sociais e vídeos animados.

Veja também o meu portfólio completo em leandrordesigner.com.br

e meu Curso de InDesign na Domestika, assista ao trailer abaixo!


OBRIGADO!

Back to Top